Autor de "Crash", britânico J.G. Ballard morre aos 78 anos

domingo, 19 de abril de 2009 18:59 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O autor britânico J.G. Ballard, cujo aprisionamento na infância durante a guerra em Xangai virou um sucesso de Hollywood, morreu neste domingo, ,tbsegundo informou sua agente. Ele tinha 78 anos.

Ballard, que sofria de câncer de próstata, morreu em casa, afirmou a agente Margaret Hanbury em comunicado.

"J.G. Ballard foi um gigante do mundo literário por mais de b 50 anos", disse ela. "Sua observação aguda e visionária da vida contemporânea foi aproveitada em uma série de romances brilhantes e poderosos, que foram publicados em todo ob mundo."

Ele é mais conhecido pelo livro "O Império do Sol." A novela foi baseada em sua infância vivida na China e no subseqüente internamento em um campo de concentração durante a Segunda Guerra Mundial, após a invasão japonesa.

O diretor Steven Spielberg adaptou o livro para o cinema e recebeu seis indicações para o Oscar. Mais tarde, Ballard escreveria em suas memórias que suas experiências na infância, muitas vezes brutais, modelaram toda sua obra posterior.

"De muitas maneiras toda minha ficção consiste em dissecar a profunda patologia que eu testemunhei em Xangai e, mais tarde, no mundo pós-guerra", escreveu.

Em sua carreira que durou mais de meio século, ele escreveu muitos livros de ficção científica, incluindo "The Drowned World" e "Cocaine Nights."

Uma de suas obras mais controversas é "Crash," um livro sobre pessoas que se atraem sexualmente por acidentes de carro. Ele foi transformado mais tarde em um filme, dirigido por David Cronenberg.

(Reportagem de Peter Griffiths)