Documentário destaca exploração sexual de crianças nos EUA

quarta-feira, 29 de abril de 2009 14:26 BRT
 

Por Michelle Nichols

NOVA YORK (Reuters) - A cineasta Libby Spears pretendia fazer um documentário sobre a exploração sexual de crianças na Ásia e América Latina, mas mudou de idéia quando descobriu que o tráfico sexual de crianças é um problema sério nos Estados Unidos.

"Playground", que estreou no Festival de Cinema Tribeca 2009, em Nova York, analisa a exploração sexual infantil nos Estados Unidos, as discrepâncias nas leis e a percepção da exploração de crianças em outros países e nos EUA.

"Temos leis neste país que protegem vítimas internacionais do tráfico sexual e não temos leis que protegem as vítimas no país, mas isso está começando a mudar", disse a diretora à Reuters em entrevista recente.

"Aqui (nos EUA), quando se trata de uma menina de 12 anos, as pessoas gostam de dizer que ocorre prostituição, gostam de descrever a menina como prostituta, quando isso não é exato", disse Spears, que espera que seu filme ajude a conscientizar a população e a impelir mudanças na política pública. "É preciso haver mais recursos de longo prazo para essas crianças e adolescentes."

O filme cita dados da organização Acabar com a Prostituição Infantil, Pornografia Infantil e Tráfico de Crianças para Fins Sexuais (ECPAT, na sigla em inglês), segundo a qual 25 por cento do turismo sexual infantil no mundo é feito por cidadãos norte-americanos.

O grupo internacional diz também que 300 mil crianças nos EUA estão em risco de serem forçadas a atuar no comércio sexual.

Spears diz que seu filme mudou de rumo graças a uma entrevista que fez com Ernie Allen, presidente e executivo-chefe do Centro Nacional de Crianças Desaparecidas e Exploradas.

"As pessoas pensam que isso não acontece neste país. Pode em alguns casos parecer diferente do que acontece em outras partes do mundo, mas crianças vulneráveis são, sim, alvos de exploradores e cafetões e são atraídas para o comércio sexual", diz Allen no documentário.   Continuação...