Site de moda francês vai deixar clientes determinarem preços

quarta-feira, 6 de maio de 2009 12:22 BRT
 

PARIS (Reuters Life!) - Um site de moda da França pretende deixar que os clientes paguem o que quiserem por 10 mil artigos durante uma promoção que ficará em vigor por quatro dias e que a empresa descreveu como "fórmula antirrecessão".

O site www.brandalley.fr vai oferecer roupas, sapatos, bolsas e outros acessórios entre 6 e 10 de maio a um preço base de 1 euro (1,34 dólar), deixando os compradores pagar mais se quiserem. Cada cliente poderá comprar no máximo dois itens.

"É uma liquidação que vai elevar o poder de compra dos consumidores num momento de crise, elevar nosso perfil, aumentar o tráfego em nosso site e gerar uma repercussão online que é essencial para qualquer empresa que vende online", disse o executivo-chefe da Brandalley, Sven Lung.

O site diz que faz parte dos 15 maiores varejistas na Internet na França, com faturamento previsto de 50 milhões de euros este ano.

A promoção vem após iniciativas semelhantes de restaurantes em Londres e Sydney, que procuraram combater o ambiente pessimista gerado pela recessão econômica, deixando, por períodos limitados, que os clientes, depois de fazerem uma refeição, decidissem quanto achavam que ela valera.

A esperança era que as pessoas gostassem da experiência e retornassem aos restaurantes depois de os cardápios terem voltado a apresentar preços. Lung disse que a estratégia da Brandalley é semelhante, visando atrair clientes novos que normalmente também comprariam produtos a preços habituais.

Ele admitiu que comprar bens na Internet é impessoal, comparado a ir a um restaurante, e que pode ser mais fácil para os clientes online pagarem o preço de base e nada mais. Se isso acontecer, a empresa pode perder até 90 mil euros.

"É um risco. Não vou me iludir. É verdade que as pessoas que estão diante de suas telas permanecem anônimas e vão querer fazer um bom negócio. Mas tenho esperanças de que seja um sucesso", disse ele, acrescentando que, com o tempo, os clientes novos conquistados compensarão pelos possíveis prejuízos.