Escritor uruguaio Mario Benedetti morre aos 88 anos

segunda-feira, 18 de maio de 2009 11:37 BRT
 

Por Patricia Avila

MONTEVIDÉU (Reuters) - Mario Benedetti, um dos escritores uruguaios mais reconhecidos na América Latina, morreu no domingo em sua casa, aos 88 anos, após uma carreira literária de seis décadas.

Benedetti tinha sido internado num hospital particular no final de abril, em função de uma doença intestinal crônica, e os médicos lhe deram alta em 6 de maio.

"Aparentemente ele estava melhorando; os médicos diziam que estava se recuperando. Por isso, sua morte nos pegou de surpresa", comentou seu irmão Raúl a um canal de televisão local.

"Quando lhe deram alta, parecia que ele estava melhor, tinha certa consciência, respondia quando lhe faziam perguntas", afirmou o irmão, falando dos últimos dias de vida do aclamado escritor.

Após a notícia do falecimento, familiares e amigos começaram a chegar à casa do poeta, no centro da capital uruguaia, cidade que Benedetti sempre mencionava em seus escritos.

Segundo a imprensa local, Benedetti, que em 1999 recebeu o Prêmio Rainha Sofia de Poesia e em 2005 o Prêmio Menéndez Pelayo, morreu de insuficiência renal.

O escritor começou sua carreira literária em 1949 e trabalhou também como jornalista, funcionário público e vendedor. No ano passado, foi internado várias vezes por problemas intestinais e respiratórios.

Após a morte de sua esposa Luz em 2006, com a qual ficou casado 60 anos, sua saúde começou a se deteriorar.   Continuação...

 
<p>Foto de arquivo do escritor uruguaio Mario Benedetti em Montevid&eacute;u. 20/12/2006. REUTERS/Andres Stapff/Arquivo</p>