Napster corta preços para fazer frente à Apple

segunda-feira, 18 de maio de 2009 18:19 BRT
 

Por Yinka Adegoke

NOVA YORK (Reuters) - A fornecedora de música digital Napster afirmou nesta segunda-feira que irá cortar seu preço de assinatura mensal para 5 dólares e irá acrescentar downloads de músicas pelo seu serviço de streaming, em uma tentativa de expandir sua base consumidora e se apresentar como concorrente ao iTunes da Apple Inc.

Esta é a mais recente medida da Napster para concorrer com o iTunes, líder dominante do mercado de música digital, e sua primeira grande medida estratégica desde que foi comprada pela varejista Best Buy Co Inc em outubro do ano passado.

A Napster, empresa com sede em Los Angeles, afirmou que usuários agora poderão ter acesso ilimitado para fazer streaming de música de sua base de 7 milhões de canções, além do download de cinco músicas gratuitamente todo o mês por uma taxa de assinatura de 5 dólares mensais. A Napster já cobrou 12,99 dólares de seus assinantes apenas pelo serviço de streaming.

A Napster irá iniciar uma campanha interna de marketing em todas as 1.031 lojas da Best Buy nos Estados Unidos.

"Nós temos trabalhado muito próximo com nossos sócios para pensarmos em uma estrutura econômica reformada que deve trazer benefícios para todos, começando pelo consumidor", disse Chris Gorog, presidente-executivo da Napster.

Enquanto cada vez menos fãs de música compram CDs, gravadoras vêm buscando desenvolver serviços de assinatura como o do Napster, que têm tido uma receita recorrente cada vez mais atraente frente a seus negócios em declínio.

Até agora, serviços por assinatura como o Napster e o Rhapsody da RealNetworks Inc têm representado uma parte relativamente pequena dos lucros com música.

"Nossos parceiros reconhecem que o jeito para que todos ganhem capital com isso é ampliar substancialmente o modelo de assinatura paga", disse Gorog. "Ninguém ganha se isso permanecer como um produto de nicho."