Farrah Fawcett brincou e chorou com documentário sobre câncer

segunda-feira, 18 de maio de 2009 18:21 BRT
 

Por Christine Kearney

NOVA YORK (Reuters) - A atriz Farrah Fawcett se emocionou ao assistir a um documentário de TV sobre a sua luta contra o câncer, mas ainda foi capaz de brincar com os números da audiência, segundo uma amiga.

"Ela chorou algumas vezes. Foi muito emocionante para ela", disse a amiga Alana Stewart, ex-esposa do roqueiro Rod Stewart, em entrevista na segunda-feira ao programa "Today", da NBC. "Tem sido uma jornada longuíssima, sabe, e voltar a ela foi provavelmente um pouco doloroso."

Quase 9 milhões de espectadores assistiram ao documentário "Farrah's Story", exibido na sexta-feira, segundo a NBC.

O filme de 90 minutos, grande parte dele narrado por Fawcett, deixa claro que a atriz está chegando ao fim da vida. Ela aparece em numerosos tratamentos médicos nos últimos dois anos, inclusive nas últimas semanas, quando está acamada, fortemente medicada e quase incapaz de reconhecer seu filho.

Ryan O'Neal, namorado dela, disse ao "Today" que Fawcett tinha "uma pulsação baixíssima" quando começou a ver o programa, mas que seu batimento "continuou subindo e subindo" durante a exibição.

"Eu disse: 'Fomos muito bem ontem à noite'. E ela disse: 'Quais foram os números?', e me fez rir que ela ainda tivesse esses termos na sua cabeça", disse O'Neal.

Fawcett, 62 anos, que foi uma das protagonistas da série de TV "As Panteras", recebeu em 2006 um diagnóstico de câncer retal, que há dois anos atingiu o fígado. O filme inclui imagens de Fawcett raspando sua própria cabeça no final do ano passado, quando os cabelos começaram a cair por causa de uma quimioterapia.

A atriz não teve condições de assistir a uma exibição do documentário para amigos na semana passada em Beverly Hills.   Continuação...