"Poema" de Dylan que vai a leilão é música de Hank Snow

quarta-feira, 20 de maio de 2009 15:11 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Um "poema" supostamente escrito pelo Bob Dylan quando era adolescente e posto à venda no leilão da Christie's é na verdade a letra de uma música do cantor canadense de música country Hank Snow, informou a casa de leilões nesta quarta-feira.

A Christie's anunciou na terça-feira a venda do poema escrito à mão, que seria de 1957, quando Dylan tinha 16 anos e estava em um acampamento judaico.

Mas a Christie's não detectou que as palavras, com poucas variações, se equiparavam às de uma música previamente gravada por Snow, que morreu em 1999, aos 85 anos.

A Reuters descobriu que a letras são iguais quando alertada por um leitor. Fãs de Snow também informaram a casa de leilões.

"Informações adicionais surgiram sobre o poema manuscrito supostamente feito por Bob Dylan para o jornal do acampamento judaico, escrito quando ele tinha 16, intitulada 'Little Buddy'. As palavras são, na verdade, uma versão revisada dos versos de uma música de Hank Snow", informou a Christie's em um comunicado.

O manuscrito deve alcançar lances entre 10 e 15 mil dólares.

A Christie's disse que Dylan, ainda usando seu nome de nascimento Robert Zimmerman, assinou o manuscrito como Bobby Zimmerman e publicou no jornal do Herzl Camp. O editor do jornal ficou com o pedaço de papel por mais de 50 anos e recentemente doou ao Herzl Camp, um acampamento judaico em Wisconsin, informou a Christie's.

Escrito em tinta azul no frente e verso de uma única folha de papel, diz em um trecho: "Mas reencontrarei meu amigo precioso no céu / ao lado de um túmulo estreito e pequeno / onde os salgueiros se inclinam tristemente". Estas palavras e outras partes se igualam à música de Snow.

Bob Dylan, que nasceu com o nome Robert Allen Zimmerman em 1941, cresceu em Minnesota e ficou conhecido por ser um jovem ávido fã de muitos tipos de música, incluindo country. Ele se tornou uma lenda do folk e do rock e um dos mais populares compositores de todos os tempos.

(Reportagem de Daniel Trotta)