Príncipe Charles concorda em comparecer a aniversário do Dia D

terça-feira, 2 de junho de 2009 12:49 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O príncipe Charles da Grã-Bretanha vai comparecer a uma cerimônia para lembrar o 65o aniversário dos desembarques do Dia D, depois de autoridades francesas terem deixado de convidar a rainha Elizabeth, provocando um breve desentendimento diplomático.

Uma porta-voz de Charles confirmou que ele comparecerá à cerimônia de 6 de junho como convidado do presidente Nicolas Sarkozy. O presidente americano Barack Obama também estará presente ao aniversário.

"O príncipe Charles entrou em contato com a rainha e disse que poderia ser uma boa ideia se alguém da família real fosse ao evento. Ele propôs seu próprio nome", disse a porta-voz.

"Ele recebeu um convite do presidente Sarkozy e vai definitivamente comparecer."

A cerimônia que terá lugar no norte da França vai lembrar a invasão em 1944 de tropas americanas, britânicas e de países da Comunidade Britânica que romperam o controle alemão sobre a França na 2a Guerra Mundial.

O evento conta tradicionalmente com a presença da rainha Elizabeth --ela esteve presente às comemorações do 50o e do 60o aniversário--, mas este ano a França não convidou a monarca inglesa.

Na semana passada a França negou que tivesse esnobado a rainha, dizendo que a cerimônia é um assunto franco-americano e que não existe um protocolo particular que exige que a rainha britânica seja convidada.

A omissão causou ofensa a alguns comentaristas na Grã-Bretanha. O jornal monarquista de centro-direita Daily Mail publicou críticas fortes à França e a Sarkozy.

Embora a rainha não tenha sido convidada, o primeiro-ministro britânico Gordon Brown recebeu um convite de Sarkozy em maio e pretende comparecer, disse seu porta-voz.

(Reportagem de Luke Baker)

 
<p>Pr&iacute;ncipe Charles, da Gr&atilde;-Bretanha, na Esc&oacute;cia. 02/06/2009. REUTERS/ David Moir</p>