Corpo do cantor chileno Victor Jara é exumado para investigação

quinta-feira, 4 de junho de 2009 14:20 BRT
 

SANTIAGO (Reuters) - Agentes policiais e do Serviço Médico-Legal chileno iniciaram nesta quinta-feira a exumação dos restos mortais do popular cantor e compositor chileno Victor Jara, como parte de uma investigação que procura esclarecer seu assassinato, ocorrido poucos dias após o golpe de Estado do general Augusto Pinochet.

Jara morreu crivado de balas em meados de setembro de 1973 no estádio de futebol Chile, em Santiago, que depois do golpe militar foi usado como centro de detenção e tortura.

A diligência foi ordenada pelo juiz Juan Fuentes.

Os restos mortais de Jara, cujo assassinato se converteu em um dos símbolos contra a ditadura de Pinochet (1973-1990), estão no Cemitério Geral de Santiago.

Pinochet morreu em dezembro de 2006, aos 91 anos de idade, sem ter sido condenado pelos cerca de 3 mil mortos -- muitos de cujos corpos permanecem desaparecidos -- e 28 mil torturados e vítimas da ditadura.