Britânico paga preço recorde por épico Ulysses, de James Joyce

sexta-feira, 5 de junho de 2009 15:15 BRT
 

Por Josie Cox

LONDRES (Reuters) - Uma rara cópia do épico romance Ulysses, de James Joyce, foi vendido por 275.000 libras (442.900 dólares), o maior preço pago por uma primeira edição do século 20.

Um comprador britânico adquiriu o livro, assinado pelo autor, em um dos maiores antiquários de livros do mundo em Londres nesta semana -- um evento anual no qual publicações, fotografias, manuscritos e livros são vendidos por até 500.000 libras.

"Esta cópia de Ulysses é excepcional porque está em uma condição primitiva", disse à Reuters o fornecedor Pom Harrington, que fechou o acordo.

"O livro foi levado clandestinamente para Nova York nos anos 1920 e esteve na mesma família desde então", acrescentou Harrington.

Outro destaque da feira inclui uma primeira edição do livro "A Origem das Espécies", de Charles Darwin, de 1859, avaliado em cerca de 68.000 libras, e uma segunda edição da "Riqueza das Nações", de Adam Smith, valendo aproximadamente 37.000 libras.

Ulysses, originalmente publicado como uma série em um jornal norte-americano entre 1918 e 1920, provocou controvérsia devido à sua linguagem explícita e foi proibido por mais de uma década na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos durante os anos de1920 e de 1930.

"O livro não está aberto e não está lido, exceto pelo famoso último capítulo que contém todas as partes impróprias", disse Harrington.