Polícia tailandesa saberá como Carradine morreu em um mês

segunda-feira, 8 de junho de 2009 15:03 BRT
 

Por Kittipong Soonprasert

BANGCOC (Reuters) - A polícia tailandesa informou nesta segunda-feira que a causa da morte do ator norte-americano David Carradine em um hotel em Bangcoc não será conhecida até que saiam os resultados dos testes da autópsia e de toxologia em um período de um mês.

A polícia se recusa a fornecer mais detalhes sobre a investigação da misteriosa morte do ator de 72 anos, em meio a intensa especulação da mídia sobre as causas passando desde suicídio até asfixia autoerótica acidental.

"Nós estamos investigando, mas não iremos fazer qualquer suposição sobre sua morte até que tenhamos todos os fatos", disse em uma coletiva de imprensa o tenente-general Amnoy Nimmino, vice-chefe da polícia de Bangcoc.

"Temos que esperar pelas notícias do exame toxicológico, o resultado da autópsia e evidência forense. Nós saberemos tudo em mês."

Carradine, a estrela de "Kung Fu" dos anos 1970 nos Estados Unidos, estava filmando o filme "Stretch" na capital da Tailândia, quando uma copeira encontrou-o em seu quarto no hotel Swissotel Nai Lert Park no dia 4 de junho.

A polícia também recusa-se a confirmar a autenticidade de uma foto publicada por um tabloide tailandês, que dizia ser o corpo nu de Carradine enforcado.

A família do ator disse que estava "profundamente abalada" com a foto, publicada no sábado no jornal Thai Rath, e ameaçou entrar com um processo judicial, informou o irmão do ator, Keith Carradine, em um comunicado emitido pelo advogado Mark Geragos.

"A família quer deixar claro que... quaisquer pessoas, publicações ou passagens pela mídia irão ser processadas por invasão de privacidade se as fotos forem publicadas", informou o comunicado.