Diretor John Woo tem missão nova: divulgar o cinema chinês

terça-feira, 9 de junho de 2009 13:49 BRT
 

Por Belinda Goldsmith

SYDNEY (Reuters Life!) - O diretor de Hollywood John Woo voltou a suas raízes para levar à tela grande uma história chinesa tradicional, na esperança de ajudar a chamar a atenção para o cinema chinês em todo o mundo.

Conhecido por seus filmes de ação coreografada como "Missão Impossível 2", Woo disse que "Red Cliff" (Penhasco Vermelho) visa convencer os jovens chineses de que os filmes não precisam ter a marca de Hollywood para serem bons, além de mostrar ao público ocidental os méritos dos filmes chineses.

Mais caro filme já feito com financiamento asiático, custou 80 milhões de dólares, "Red Cliff" mostra a batalha da antiguidade chinesa desse nome. É o primeiro filme em língua chinesa feita por Woo desde o thriller "Fervura Máxima", de 1992, e seu primeiro lançamento nos EUA em seis anos.

O diretor disse que a escala do filme faz dele um épico de ação e romance comparável a "Tróia", "Gladiador" e até "Lawrence da Arábia", que deve agradar ao público internacional.

Nos bastidores do 56o Festival de Cinema de Sydney, onde "Red Cliff" está sendo exibido, Woo disse à Reuters: "Quero provar que nós, na China, temos a capacidade e o talento de fazer grandes filmes como Hollywood, mas acrescentando algo que nunca antes foi visto."

John Woo tem 63 anos, já dirigiu mais de 26 filmes e é conhecido por seus trabalhos de Hollywood como "A Outra Face" e "A Última Ameaça". Na Ásia, é renomado por dramas sobre gângsteres e filmes de ação que incluem "The Killer - O Matador" e "Alvo Duplo."

Mas ele disse que ao longo dos anos vem lutando para unir seus dois públicos, e que, com "Red Cliff," se propôs a fazer um filme que supere as barreiras culturais e históricas.

Apesar disso, o filme teve versões diferentes para a Ásia e para o resto do mundo.   Continuação...

 
<p>Diretor chin&ecirc;s John Woo em uma entrevista em Sydney. 09/06/2009. REUTERS/Tim Wimborne</p>