Grafites no Muro de Berlim retornam como moda em couro

terça-feira, 9 de junho de 2009 13:58 BRT
 

Por Jacob Comenetz

BERLIM (Reuters Life!) - Daniel Rodan, estilista de Berlim que cria moda em couro para astros e estrelas, expôs na terça-feira uma nova coleção de roupas com temática ligada ao Muro de Berlim, como parte das comemorações do 20o aniversário da queda da barreira que foi um dos símbolos da Guerra Fria.

Os vestidos e peças masculinas em couro trazem referências a obras de arte da Galeria do Lado Oriental, um trecho de 1.300 metros de comprimento do Muro de Berlim pintado por 118 artistas de 21 países em 1990. Os grafites dos artistas em pouco tempo passaram a ser vistos como símbolos do próprio muro.

Um minivestido exíguo mostra uma imagem famosa do "Trabi", o clássico automóvel da Alemanha oriental, abrindo caminho através do muro de concreto que dividiu Berlim em duas partes durante a Guerra Fria.

Rodan, cujos clientes incluem o ator de TV e cantor David Hasselhoff e a cantora Tina Turner, disse que tratar de um tema político foi novidade para ele.

"Reunir esses três elementos - o evento político, a moda e a arte da Galeria do Lado Oriental --, e então assegurar que as roupas coubessem bem nas celebridades, foi um desafio", disse Rodan em coletiva de imprensa.

As peças de couro serão usadas por músicos e atletas de destaque em eventos públicos nos próximos meses, e depois das comemorações do 20o aniversário da queda do Muro, em 9 de novembro, serão leiloadas para fins beneficentes.

"É ótimo que agora possamos nos divertir com coisas que, no passado, eram simplesmente uma catástrofe", disse o artista de cabaré berlinense Chin Meyer durante a apresentação da coleção de Rodan. "Precisamos ser artisticamente criativos com as coisas que achamos dolorosas."

Outras criações mostradas por Rodan incluem "arame farpado" feito de couro, para ser usado como acessório sexy.

As comemorações da queda do Muro de Berlim, que aconteceu em 1989, vão se estender por um ano em Berlim, culminando com uma "Festa da Liberdade" no Portão de Brandenburgo e a derrubada de mil dominós gigantes.

 
<p>Roupas do estilista de Berlim Daniel Rodan. 09/06/2009. REUTERS/Tobias Schwarz</p>