Pai de Mercy diz que parou de lutar contra adoção de Madonna

domingo, 14 de junho de 2009 13:19 BRT
 

Por Eldson Chagara

BLANTIRE (Reuters) - O pai da menina malauiana adotada por Madonna disse que suspendeu sua luta para reaver a criança e pediu que a pop star norte-americana cuide muito bem dela.

A Suprema Corte do Malaui aprovou na sexta-feira o pedido de Madonna de adoção de uma segunda criança do país, contrariando a decisão judicial de um tribunal inferior.

James Kambewa, o pai da menina de 4 anos Mercy James, originalmente disse que era contrário à adoção.

No entanto, ele disse à Reuters no sábado que decidiu não mais lutar pelo caso, pedindo apenas que Mercy seja educada sabendo que ele é seu pai biológico.

"Deixe a criança ir... meu único apelo à Madonna é que ela deveria tomar conta da criança seriamente", disse ele na entrevista.

"Estou pedindo à Madonna que certifique-se de que enquanto a criança está crescendo, ela precisa saber de mim enquanto seu pai biológico... ela realmente precisa saber que enquanto ela está longe, seu pai ainda está vivo."

Uma corte malauiana decidiu em abril que Madonna não poderia adotar Mercy, porque a cantora não é residente do país do sul da África.

A Suprema Corte contrariou a decisão, dizendo que a criança, que tem vivido em um orfanato, teria uma vida melhor com a cantora. Ela nunca viveu com Kambewa.   Continuação...

 
<p>Cantora pop norte-americana Madonna em Lilongue. 30/03/2009. REUTERS/Antony Njuguna</p>