ESTREIA-"De Repente, Califórnia" enfoca romance entre rapazes

quinta-feira, 18 de junho de 2009 15:06 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Eleito o melhor filme pelo público no Festival Mix Brasil de Cinema da Diversidade Sexual de 2007, "De Repente, Califórnia" colecionou prêmios de festivais temáticos pelo mundo. Com um roteiro enxuto, o filme chama a atenção por sua simplicidade e pela delicadeza com que apresenta os conflitos de seus personagens. Ele entra em cartaz no Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Dirigido e escrito pelo estreante Jonah Markowitz - que já havia trabalhado como assistente de arte em filmes como "Alpha Dog" e "Rocky Balboa" -, trata-se de um drama romântico entre surfistas da Califórnia, repleto de mensagens otimistas sobre a família (mesmo que não sejam as tradicionais) e tolerância.

O filme mostra a vida de Zach (Trevor Wright), um rapaz sem perspectivas cujas sufocantes responsabilidades familiares atrasam seu futuro como estudante de artes plásticas. Assim, ele divide seu tempo entre um medíocre emprego numa lanchonete, surfando e como babá de seu jovem sobrinho, já que a mãe do menino - sua irmã - é acintosamente omissa e ausente.

Nesse contexto, Zach reencontra Shaun (Brad Rowe), irmão mais velho de seu melhor amigo Gabe (Ross Thomas). Apesar de namorar uma garota, Zach tem um caso com Shaun e dá início a todo um processo de negação e conflitos com sua família e amigos.

O espectador, assim, acompanha as descobertas de Zach e as formas que encontra para lidar com seus novos sentimentos e decepções. Não deixa de ser curioso que a afirmação de sua homossexualidade se torne, enfim, o catalisador de todas das mudanças em sua vida.

Jonah Markowitz constroi um roteiro sensível, mas sem grandes novidades sobre a temática. Apesar de bem-produzido, o filme peca justamente pela previsibilidade ao resolver os conflitos de seus personagens. Pode parecer muito bonito o que se vê na tela, mas soa ingênuo.

(Por Rodrigo Zavala, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

 
<p>Foto de arquivo do ator Brad Rowe. 02/04/2001. REUTERS/Jill Connelly</p>