Ator de "Borat" inaugura bordel "cor-de-rosa" em Amsterdã

sexta-feira, 19 de junho de 2009 13:50 BRT
 

AMSTERDÃ (Reuters Life!) - O comediante britânico Sacha Baron Cohen, em sua encarnação mais recente como um repórter de moda gay austríaco, percorreu um canal de Amsterdã de jet ski para chegar ao bairro dos bordéis da cidade, nesta sexta-feira, onde inaugurou um bordel cheio de homens de sungas, antes da première holandesa de seu novo filme "Bruno".

"Durante tempo demais, homens de todo o mundo que vêm para cá vêm sendo obrigados a transar com mulheres", disse Cohen, diante de um bordel iluminado com luzes cor-de-rosa na capital holandesa, sob os olhares espantados de turistas e participantes de festas de despedida de solteiros.

"Tenho grande prazer em declarar oficialmente aberto para negócios o distrito cor-de-rosa oficial de Amsterdã", disse ele, enquanto 12 homens emergiam de trás de cortinas nas janelas do bordel, um prédio de três andares.

Esperando repetir o sucesso de seu filme de 2006 "Borat: O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América", Cohen usava um terno aberto que deixava à mostra uma sunga vermelha por baixo. Em "Bruno", ele representa um repórter de moda gay que busca o estrelato nos Estados Unidos.

Depois de declarar aberto o bordel cor-de-rosa, Cohen partiu num automóvel escurto, enquanto os homens deixaram seus quartos, trajaram robes brancos e se despediram da multidão com acenos. As verdadeiras prostitutas, que tinham se escondido das câmeras, reabriram as cortinas para esperar por seus clientes em suas janelas iluminadas com luzes vermelhas.

 
<p>Ator brit&acirc;nico Baron Cohen, encarnado como um rep&oacute;rter de moda gay, posa antes da premi&egrave;re na Holanda de seu novo filme "Bruno", em Amsterd&atilde;. REUTERS/United Photos/Robin van Lonkhuijsen</p>