Drama de beisebol estrelado por Brad Pitt é cancelado

segunda-feira, 22 de junho de 2009 12:17 BRT
 

LOS ANGELES (Hollywood Reporter) - Faltando poucos dias para o início das filmagens, a Columbia cancelou o drama sobre beisebol "Moneyball", de Steven Soderbergh, que seria estrelado por Brad Pitt.

Cancelar uma produção quando falta tão pouco tempo para seu início é algo extremamente raro entre os estúdios, mas fontes disseram que a presidente de produção da Columbia, Amy Pascal, não estava satisfeita com o roteiro, que já sofreu várias modificações desde que o filme ganhou o sinal verde.

A decisão de cancelamento, tomada na sexta-feira, deixou muitas pessoas perplexas, já que as filmagens estavam previstas para começar esta semana. Alguns dos envolvidos se perguntaram como problemas com o roteiro poderiam ter levado o estúdio a recuar num estágio tão avançado do processo.

Steven Zaillian e Steven Soderbergh escreveram o roteiro (cuja versão mais recente ficou pronta há uma semana), adaptando o livro de não ficção de Michael Lewis sobre o time Oakland Athletics e seu gerente geral Billy Beane, que montou um time que disputa competições apesar de seus jogadores receberem salários muito inferiores aos de outras equipes dos EUA.

Brad Pitt e o comediante Demetri Martin foram os atores mais importantes escolhidos para o elenco; outros papéis seriam representados por jogadores de beisebol na vida real. Soderbergh também filmou entrevistas com figuras reais do mundo do beisebol, que seriam entremeadas entre as narrativas.

Amy Pascal não tinha assistido às entrevistas, e algumas fontes bem informadas sugerem que tenha havido uma distância entre o tipo de drama sobre beisebol que executiva e cineasta queriam fazer. De acordo com as fontes, Pascal achou que faltava emoção ao filme e teve receios.

Amy Pascal é grande fã do livro original e autorizou Soderbergh, no fim de semana, a apresentar a ideia à Warner Bros, que no passado abrigou a produtora de Soderbergh, Section Eight, e também à Paramount, que abriga a produtora de Brad Pitt, Plan B.

Se estiverem interessadas, as empresas terão que agir rapidamente, porque a produção e a equipe não poderão passar muito tempo paradas. Se ninguém comprar o pacote, a Columbia pode tentar produzi-lo de novo, procurando sintonizar as visões de Soderbergh e do estúdio.

 
<p>Ator Brad Pitt em uma coletiva de imprensa no 62o Festival de Cannes. 20/05/2009. REUTERS/Jean-Paul Pelissier</p>