Justiça pode decidir quem controlará bens de Michael Jackson

terça-feira, 30 de junho de 2009 10:58 BRT
 

Por Alex Dobuzinskis

LOS ANGELES (Reuters) - A família de Michael Jackson entrou com pedido na segunda-feira para obter a guarda de seus filhos e controlar seus bens multimilionários, mas advogados dizem que os parentes do astro podem enfrentar longas batalhas legais.

A mãe de Michael Jackson, Katherine, ganhou um processo em uma corte temporária para administrar os bens de seu filho após arquivar documentos legais dizendo que sua família não encontrou um testamento do cantor.

Mas o site de celebridades TMZ.com informou que o advogado de muito tempo de Michael Jackson, John Branca, tem um testamento que pretende entregar à Justiça da Califórnia. Branca não retornou as ligações para comentar o assunto.

O pedido entregue à Justiça por Katherine Jackson menciona o valor dos bens tanto como "desconhecido" quanto "a ser determinado".

No momento de sua morte na quinta-feira, Jackson, de 50 anos, tinha posses que incluíam 50 por cento de parte na empresa de música Sony/ATV, com um valor aproximado entre 500 milhões e 1 bilhão de dólares, e total propriedade na Mijac Music, uma entidade de distribuição de músicas que detém os direitos autorais das próprias composições de Michael Jackson.

"Quando você tem artistas e músicos, eles normalmente possuem contratos de direitos autorais bastante amplos", disse a advogada Renee Gabbard, do escritório de advocacia Paul Hastings Janofsky & Walker, na Califórnia.

Foi informado que Michael Jackson também teria cerca de 500 milhões em dívidas, que seriam pagas com bens, junto com taxas.

"É complicado, muito complicado, porque agora os bens serão distribuídos de acordo com os advogados do Estado da Califórnia, exceto o testamento", disse o advogado Jerry Reisman do escritório de Nova York Reisman, Peirez & Reiman.   Continuação...

 
<p>Foto de arquivo de Michael Jackson em Sydney. 17/11/1996. REUTERS/Megan Lewis</p>