June 30, 2009 / 8:19 PM / in 8 years

Morre a coreógrafa de vanguarda alemã Pina Bausch

3 Min, DE LEITURA

Por Sarah Marsh

BERLIM (Reuters) - A coreógrafa alemã Pina Bausch, que revolucionou a linguagem da dança moderna, morreu na terça-feira, depois de ter recebido um diagnóstico de câncer dias antes. Ela tinha 68 anos.

Diretora artística do Teatro de Dança Wuppertal, Bausch ganhou fama internacional por suas performances e coreografias de vanguarda misturando dança, som e narrativas fragmentadas.

"No penúltimo domingo, ela estava aqui, no palco do Teatro de Ópera de Wuppertal, com sua companhia", disse em seu site na Internet a companhia de dança e teatro, que Bausch liderava desde 1973.

A companhia disse que Bausch recebeu o diagnóstico de câncer apenas cinco dias antes de sua morte.

"Diferentemente de quase todos os outros, ela se libertou das estruturas tradicionais da dança, modernizou o balé clássico e cunhou seu estilo próprio e idiossincrático", disse o vice-chanceler alemão Frank-Walter Steinmeier em comunicado.

Pina Bausch coreografou e encenou suas próprias obras, como "Café Mueller" e "Viktor", e atuou em filmes de ícones do cinema como Federico Fellini e Pedro Almodóvar.

A coreógrafa vinha se preparando para trabalhar com o diretor Wim Wenders em um filme descrito como o primeiro filme de dança em 3D, intitulado "Pina".

Em Paris, onde ela se apresentava com frequência, o prefeito Bertrand Delanoe e o ministro da Cultura francês, Frederic Mitterrand, expressaram suas condolências.

"O mundo da dança está de luto hoje após a perda de uma de suas representantes mais brilhantes", disse Mitterrand.

Pina Bausch iniciou seus estudos de dança aos 14 anos de idade na Escola Folkwang, em Essen, onde estudou com vários mestres, incluindo o coreógrafo expressionista alemão Kurt Jooss.

Em 1960 ela foi a Nova York estudar na Juilliard School, mais tarde tornando-se membro da companhia de balé do Metropolitan Opera.

Em 1962 ela retornou à Alemanha, onde se tornou solista do recém-formado Folkwang Ballett. Em 1973 ela se tornou diretora artística e coreógrafo da companhia de dança e teatro Wuppertal, que acabava de ser fundada.

"Pina Bausch ampliou continuamente os limites do que chamamos de dança", comentou John Neumeier, diretor da companhia de balé de Hamburgo. "Simplesmente não consigo imaginar um sucessor para ela."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below