Morte de Michael Jackson pode favorecer fundo de pensão holandês

sexta-feira, 3 de julho de 2009 08:36 BRT
 

Por Gilbert Kreijger

AMSTERDÃ (Reuters) - Para o fundo de pensão holandês ABP, a morte de Michael Jackson pode ser boa para os negócios.

A morte do Rei do Pop na semana passada gerou uma forte procura por suas músicas, que são em parte detidas pelo fundo de pensão estatal ABP, o terceiro maior do mundo, atrás apenas dos fundos do Japão e da Noruega.

"Sempre existem algumas músicas que por qualquer razão, neste caso trágica, de repente se tornam bastante populares. O último acontecimento é uma base para o investimento", disse o porta-voz da ABP.

A ABP comprou dois catálogos musicais no ano passado, incluindo os direitos de algumas músicas de Michael Jackson, como "You Are Not Alone", segundo o site da Imagem Music Group, que gerencia os ativos para a ABP.

A iTunes, maior varejista de músicas dos Estados Unidos e que é controlada pela Apple, divulgou na semana passada que os álbuns de Michael Jackson estavam entre os nove mais vendidos, liderados por uma seleção de hits e o megassucesso "Thriller" de 1982.

Um dia após a morte do cantor, a varejista online Amazon.com vendeu mais produtos ligados a ele que nos últimos 11 anos, informou um porta-voz da Amazon na semana passada.

O porta-voz da ABP preferiu não dizer o lucro que o fundo espera levantar com as músicas de Michael Jackson, mas, no ano passado, a ABP divulgou que esperava que se portfólio total de direitos de músicas trouxesse retorno anual pouco acima de 8 por cento.

 
<p>Capas de CDs de Michael Jackson na impress&atilde;o. 03/07/2009. REUTERS/ Dominic Ebenbichler</p>