ESTREIA-Zac Efron revive adolescência em "17 Outra Vez"

quinta-feira, 9 de julho de 2009 07:51 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Pais que trocam de corpo com os filhos, e vice-versa; adultos que voltam a ser crianças ou adolescentes, ou vice-versa; maridos que trocam de lugar com esposas -- nada disso é novidade no cinema. Por isso, "17 Outra Vez" parece uma cópia pálida de algo que já foi feito à exaustão.

A comédia estreia em São Paulo nesta quinta-feira e nos demais Estados na sexta, em cópias dubladas e legendadas.

Dirigido por Burr Sterrs ("A Estranha Família de Igby"), o filme parece feito sob medida para agradar às fãs da série "High School Musical" e de seu protagonista, Zac Efron.

O filme tenta ser um ritual de passagem para o mundo adulto -- curiosamente, alguém decidiu que o ídolo juvenil aos 37 anos terá a cara de Matthew Perry (o Chandler da série "Friends"), o que pode ser decepcionante para as fãs do rapaz.

O protagonista é Mike, o melhor jogador de basquete, dono de um bom coração, defensor dos mais fracos e oprimidos contra os valentões da escola e namorado da menina mais bonita. Ele corre de um lado para o outro como um ídolo juvenil. Se fosse a vida real, e não um filme, ele seria Zac Efron.

No entanto, um acidente de percurso vai destruir a vida do rapaz. Uma gravidez indesejada força o jovem Mike a abandonar todas as glórias que o esperam -- uma bolsa numa universidade, fama, dinheiro, mulheres -- e casar-se com sua namorada, que está grávida.

Ele é um cara digno, jamais faria algo diferente. Vinte anos depois, tornou-se uma pessoa frustrada, à beira do divórcio, e que pede demissão do emprego quando não recebe uma promoção merecida.

E de repente, um faxineiro de rosto misterioso dá a Mike a chance de voltar a ter 17 anos, revendo suas prioridades e consertando seus erros.

Em outras palavras, o filme parece dizer: "Cuidado, meninos! Uma garota pode destruir seu futuro". Mas Efron lida com a situação com o glamour que lhe é peculiar. Vindo direto de um túnel do tempo, ele se veste como o ex de Britney Spears, Kevin Federline, pois acredita ser essa a moda. E todos na escola riem dele. Se visse um pouquinho de televisão antes de sair de casa, Mike saberia que a moda agora é ser Zac Efron, mas isso seria bizarro demais.   Continuação...

 
<p>Pais que trocam de corpo com os filhos, e vice-versa; adultos que voltam a ser crian&ccedil;as ou adolescentes, ou vice-versa; maridos que trocam de lugar com esposas -- nada disso &eacute; novidade no cinema. Por isso, "17 Outra Vez" parece uma c&oacute;pia p&aacute;lida de algo que j&aacute; foi feito &agrave; exaust&atilde;o. REUTERS/Fred Prouser</p>