Demorou, mas o Vaticano finalmente abençoou "Harry Potter"

terça-feira, 14 de julho de 2009 18:07 BRT
 

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - Levou algum tempo, mas o Vaticano finalmente deu sua bênção a "Harry Potter".

O jornal do Vaticano publicou uma crítica favorável do filme mais recente da série, "Harry Potter e o Enigma do Príncipe", depois de ter desaprovado o personagem principal no passado.

A resenha publicada diz que o novo filme "atinge o equilíbrio correto", graças a "uma divisão clara entre aqueles que trabalham pelo bem e os que fazem o mal".

O Osservatore Romano disse que "Enigma do Príncipe" é "o melhor filme da série", apesar de faltar aos livros "uma referência ao transcendente".

Apenas no ano passado, um artigo publicado no jornal afirmou que Harry Potter é "um modelo errado de herói".

O papa Bento 16 não é fã de Harry Potter. Em 2003, dois anos depois de tornar-se papa, o então cardeal Joseph Ratzinger escreveu em uma carta a mulheres alemãs que os livros de Harry Potter contêm "seduções sutis" capazes de corromper os jovens cristãos.

No início do ano o papa provocou ultraje na Igreja austríaca quanto quis promover um padre que tinha declarado que as histórias sobre Harry Potter cheiravam a "satanismo" e que o furacão Katrina tinha sido o castigo imposto por Deus pelos pecados cometidos em Nova Orleans.

Depois de protestos de líderes da Igreja austríaca, o papa foi obrigado a cancelar a promoção do padre.

 
<p>Atores James e Oliver Phelps na estreia do filme "Harry Pottere o Enigma do Pr&iacute;ncipe" em Madri. 12/07/2009. REUTERS/Juan Medina</p>