Michael Jackson lidera parada dos EUA pela 3a semana seguida

quarta-feira, 15 de julho de 2009 19:28 BRT
 

Por Steve Gorman

LOS ANGELES (Reuters) - O tributo a Michael Jackson mostrou ser bom negócio, pois desencadeou um frenesi por sua música que colocou o rei do pop no topo das paradas desde sua repentina morte três semanas atrás.

O catálogo de álbuns solo de Jackson vendeu 1,1 milhão de cópias nos Estados Unidos no fim de semana encerrado no dia 12 e a coletânea de seus maiores sucessos, "Number Ones", foi o álbum mais vendido pela terceira semana seguida, informou a Nielsen SoundScan nesta quarta-feira.

Noventa por cento das vendas foram de CDs, e não de downloads pela Internet. O Gloved One registrou 1,9 milhão de downloads de músicas solo do cantor na semana passada.

O maior número de vendas ocorreu nos dias que se seguiram ao tributo de duas horas a Jackson, que foi televisionado ao vivo do Staples Center, em Los Angeles, na terça-feira e reuniu vários astros recordistas de vendas cantando músicas em homenagem a ele.

As vendas de seus álbuns na última semana aumentaram 37 por cento em relação à semana anterior, quando haviam sido vendidos 800.000 álbuns - número que, por sua vez, fora quase o dobro da semana após a morte de Jackson -- apenas três dias depois da morte dele, em 25 de junho, venda de 422.000 cópias.

Em comparação, todo o catálogo de Jackson vendera menos de 10.000 álbuns na semana antes de sua morte e a última vez em que ele estivera à frente das paradas tinha sido em 2001, com o último lançamento de sua carreira, "Invincible", que chegou ao topo com 366.000 cópias vendidas.

As vendas póstumas de álbuns de Jackson totalizam agora 2,3 milhões de cópias, lideradas por "Number Ones", o primeiro álbum de coletânea da história da SoundScan a superar um lançamento, façanha alcançada por três semanas seguidas.

"Number Ones" vendeu 349.000 cópias na última semana, ofuscando Maxwell, o astro do R&B, e a música "Blacksummer's Night", a número 1 na parada de novos lançamentos da Billboard 200, com 316.000 unidades vendidas, segundo a Nielsen SoundScan.

Na realidade, Jackson teve seis dos dez mais vendidos na última semana, incluindo seu campeão de vendas "Thriller", de 1982, "The Essential Michael Jackson", "Off the Wall", "Bad" e "Dangerous". Todos registraram forte aumento de vendas em relação à semana anterior.

A venda total de "Number Ones" agora chega a 2,6 milhões de cópias desde o lançamento em November de 2003, o que o posiciona como o oitavo álbum mais vendido este ano. Se as vendas continuarem robustas até o fim do ano, ele pode derrubar o reinado do número 1, "Fearless", de Taylor Swift.

 
<p>O tributo a Michael Jackson mostrou ser bom neg&oacute;cio, pois desencadeou um frenesi por sua m&uacute;sica que colocou o rei do pop no topo das paradas desde sua repentina morte tr&ecirc;s semanas atr&aacute;s. REUTERS/Gabriel Bouys/Pool (UNITED STATES OBITUARY ENTERTAINMENT)</p>