Polícia secreta da Alemanha Oriental temia show

quinta-feira, 30 de julho de 2009 16:02 BRT
 

Por Caroline Copley

BERLIM (Reuters) - A polícia secreta da Alemanha Oriental comunista via Michael Jackson como risco à segurança, temendo que seu concerto ao lado do Muro de Berlim, em 1988, pudesse desencadear protestos, revelaram documentos de arquivo na quinta-feira.

Num momento de insatisfação crescente na Alemanha oriental, a Stasi temia que jovens tentassem furar as barreiras de segurança para assistir ao concerto do outro lado do muro que desde 1961 separava Berlim em um lado oriental e outro ocidental.

"Ela temia que jovens dissidentes pedissem a derrubada do Muro," disse à Reuters Steffen Mayer, representante do órgão governamental que cuida dos arquivos da Stasi.

"Isso era visto como potencial ameaça à segurança, em vista de toda a imprensa estrangeira que estaria presente."

O Muro de Berlim, que simbolizava a divisão entre o Ocidente e o mundo comunista, caiu pouco mais de um ano mais tarde, em uma era de transformações desencadeadas pelas reformas do presidente soviético Mikhail Gorbachev.

A Stasi tinha planejado transmitir o concerto de Michael Jackson para um estádio em Berlim oriental, com intervalo de dois minutos, para manter as pessoas afastadas da área próxima ao Muro. Uma fita de um concerto antigo do cantor seria mantida de prontidão, para o caso de haver problemas.

Mas o plano não chegou a ser posto em prática, disse Mayer. Em lugar disso, as autoridades dispersaram à força as pessoas que tentaram aproximar-se do Muro em 19 de junho.

Um mês depois do concerto do ícone pop, morto em junho, diante do Portão de Brandenburgo, Bruce Springsteen apresentou-se diante de 160 mil alemães orientais - o maior concerto na história do país comunista.

A Alemanha oriental o recebeu como "herói da classe trabalhadora." Mas Springsteen acabou alimentando a insatisfação generalizada ao declarar: "Vim tocar rock'n'roll para vocês, berlinenses orientais, na esperança de que algum dia as barreiras sejam derrubadas."