Torneio mundial de coquetéis agita e sacode Berlim

quarta-feira, 12 de agosto de 2009 12:19 BRT
 

Por Caroline Copley

BERLIM (Reuters) - Centenas de barmen de várias partes do mundo empolgaram o público de Berlim com demonstrações de habilidade enquanto jogavam, agitavam e sacudiam seus drinques em uma disputa para se tornar o 35o campeão mundial de coquetel.

Mais de 800 concorrentes de 52 países competiram em duas categorias: "clássica", onde os barmen vestidos tradicionalmente tentavam conquistar o paladar dos juízes, e "talentosa", onde os competidores se apresentaram em números de cair o queixo.

Vestido com um chapéu de feltro, Gianluigi Bosco, um italiano que vive na Grã-Bretanha, conquistou o título da categoria "talentosa" na terça-feira à noite com seu coquetel "Absolutamente Agitado" -- uma mistura de vodka, suco de maçã, purê de manga e baunilha, decorado com maçã, groselha vermelha e lascas de limão.

"Eu não acredito que sou o campeão", disse Bosco à Reuters, enquanto posava sorrindo aos fotógrafos.

"Eu sabia que fazia uma boa bebida, mas quando cheguei eu pensei 'ficarei feliz só de estar na final'", acrescentou.

O eslovaco Vladimir Banak venceu na categoria clássica com "Estrada Doce" -- uma luxuosa mistura de vodka de framboesa, groselha preta, bebida alcoólica de fruta, baunilha, creme e pó de cacau.

Mais cedo, a multidão da casa passou por uma ansiosa espera quando o bicampeão alemão Levent Yilmaz machucou seu ombro ao misturar as bebidas, aumentando as dúvidas sobre a sua participação na final do campeonato. Ele acabou participando e encantou o público local ao lançar garrafas para o alto e pegar nas costas.

A competição está crescendo e se tornando popular e mais três países irão batalhar pelo prêmio em Cingapura em 2010, disse Derrick Lee, presidente da Associação Internacional de Barmen, que organizou a competição.

O francês Daniel Crebesse, presidente da Associação dos Barmen do Reino Unido, disse que fazer coquetéis se tornou moda.

"O barman é um apresentador -- isso leva o ato de tomar um drink a outro nível", disse.

 
<p>Alem&atilde;o Levent Yilmaz no Torneio mundial de coquet&eacute;is em Berlim. 11/08/2009. REUTERS/Thomas Peter</p>