Diamantes: a melhor compensação pela infidelidade

terça-feira, 18 de agosto de 2009 16:25 BRT
 

Por Farah Master

LONDRES (Reuters Life!) - "Não vai acontecer de novo, querida - e aqui está um diamante como pedido de desculpas." Todas as vezes que o empresário britânico Robert Charlton traía sua mulher, ele lhe dava uma jóia para tentar reparar o dano. Após 26 anos de casamento, a sofredora Elizabeth Charlton tinha mais de 40 peças brilhantes.

A infidelidade de Charlton custou a ele quase 300 mil libras (494.400 dólares), como se soube no mês passado, quando a filha dele leiloou a coleção de jóias do casal, já falecido.

"Ele comprou para ela muitas coisas para mantê-la feliz e para amenizar a dor de seus vários affairs," disse Clare Durham, porta-voz para a casa de leilões Woolley & Wallis, que organizou a venda. "Acho que todo mundo sabia que era um segredo um tanto aberto."

Durante seus romances, Charlton, que morreu em 1974, comprava para sua mulher antigos anéis, pulseiras, brincos e colares de diamantes. Um dos colares, feito com 54 diamantes, foi o item leiloado mais caro, vendido por 50 mil libras.

O colar havia sido comprado uma vez por volta de 1900 por cerca de 400 libras, disse a casa de leilões, o que leva a crer que a jóia era extremamente cara quando foi comprada por Charlton nos anos 1960.

"Os grandes diamantes eram eduardianos e vitorianos, então eram peças de antiguidade quando ele as comprou para ela nos anos 60 e 70," afirmou Durham.

A filha de Charlton decidiu leiloar 43 peças da coleção, depois que outros membros da família não as quiseram. A família manteve outras peças.

"Ele não comprava jóias para ela apenas quando tinha casos. Ele comprava presentes de aniversário e Natal e coisas assim. Não acho que ele era tão mau," disse Durham.