25 de Agosto de 2009 / às 18:24 / em 8 anos

Obras-primas do Museu d'Orsay serão exibidas em São Francisco

Por Alexandria Sage

SAN FRANCISCO, 25 de agosto (Reuters Life!) - A arte da Cidade das Luzes está chegando à Baía de San Francisco.

Na maior concessão de sua história, o famoso Museu d‘Orsay de Paris está emprestando algumas das mais reverenciadas obras-primas do século 19 e início do século 20 em duas exibições que irão passar por San Francisco durante uma turnê prevista para o próximo ano.

“É como um passeio pelo perfeito álbum ilustrado do impressionismo e pós-impressionismo”, disse John Buchanan Jr., diretor do Museu de Belas Artes de San Francisco, cujo Museu da Juventude apresentará as duas exibições.

O Museu d‘Orsay, que tem a maior coleção de arte impressionista e pós-impressionista do mundo, fechará parte de suas galerias em novembro para iniciar uma reforma de um ano com vistas ao 25o aniversário do museu, em 2011.

Em vez de mandar a maioria de seus trabalhos para o armário, o presidente do museu, Guy Cogeval, optou por fazer uma turnê sem precedentes.

“Desde a abertura do Orsay, nós nunca mandamos tantas obras-primas todas juntas”, disse Cogeval durante uma visita a San Francisco. “Nós podemos ficar orgulhosos desta seleção, porque isso representa perfeitamente o Museu d‘Orsay.”

A primeira exibição, “O Nascimento do Impressionismo”, foca em 1874, o ano da primeira exibição organizada em Paris por um grupo de artistas independentes que procuravam uma maneira mais espontânea de representar a modernidade.

Segundo Buchanan, a primeira exibição inclui trabalhos de realistas como Caillebotte, Courbet e Millet, obras-primas como “O Pífaro”, de Manet, assim como pinturas de Degas, Monet, Renoir e o artista norte-americano Whistler, que pintou na França através do século.

“Foi uma profusão inacreditável de estilos de pintura que estavam ocorrendo simultaneamente, todos na mesma cidade. É o que sempre me espanta”, disse Buchanan.

Além de San Francisco, onde a mostra ocorre em maio, a exibição viaja para Madri e Nashville.

A segunda exibição, “Van Gogh, Gauguin, Cezanne e Além”, que também será mostrado em Canberra e Tóquio, apresenta sete trabalhos de cada um dos dois primeiros artistas, incluindo “Quarto em Arles”, de Van Gogh, e “Arearea”, de Gauguin. Trabalhos de Toulouse-Lautrec, Bonnard e Vuillard também são parte da exibição.

Reportagem de Alexandria Sage

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below