ESTREIA-"Normais 2" espera repetir sucesso retomando humor da TV

quinta-feira, 27 de agosto de 2009 15:11 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Até agora, 2009 tem se mostrado bastante rentável para as comédias nacionais. "Se Eu Fosse Você 2" está em segundo lugar na bilheteria do ano, com mais de 6 milhões de ingressos vendidos, perdendo apenas para "A Era do Gelo 3" (9,129 milhões).

"A Mulher Invisível" também não fez feio, no sétimo posto, já contabiliza quase 2,4 milhões de espectadores. "Os Normais 2 - A Noite Mais Maluca de Todas" chega a cerca de 430 cinemas de todo o Brasil, nessa sexta-feira, com a tarefa de bater os quase 3 milhões de ingressos vendidos para o primeiro filme, em 2003.

Para atrair mais pessoa ao cinema do que "Os Normais - O Filme", o diretor José Alvarenga Jr e os roteiristas Fernanda Young e Alexandre Machado resolveram apimentar e soltar o verbo de vez. Se muita gente achava a série da televisão (exibida entre 2001 e 2003) e o primeiro filme despudorados - não sabe o que vem pela frente em "Os Normais 2 - A Noite Mais Maluca de Todas".

O conceito é simples: o noivado de 13 anos de Rui (Luiz Fernando Guimarães) e Vani (Fernanda Torres) está em crise. Pelas contas dela, eles transam umas 40 vezes por ano. Para que o relacionamento não apague de vez, ela topa realizar um sonho dele: um "ménage a trois". Então, o casal passa a noite toda indo atrás de mulheres que topem cair na cama com eles.

Não há bem uma trama, mas uma série de esquetes numa comédia de erros. A primeira tentativa é a prima de Vani, Silvinha (Drica Moraes); depois entram na lista Débora (Claudia Raia), Clara (Daniele Suzuki), uma francesa (Mayana Neiva) e por aí segue.

Para quem gostava da série, que saiu do ar em 2003, essa é a chance de rever os personagens que marcaram época na televisão com jeito desbocado e falando de sexo sem pudor algum. Para quem não acompanhou o programa, "Os Normais" é uma comédia como outra qualquer - não é necessário um conhecimento prévio para embarcar no filme.

Para agradar ao público, tanto o leigo quanto o iniciado, "Os Normais 2 - A Noite Mais Maluca de Todas" joga as suas fichas num humor ligeiro, às vezes verbal, outras físico. Muitas das piadas se apóiam em preconceitos - contra idosos e nordestinos, por exemplo. Mas é tudo feito de uma forma quase ingênua, sem parecer ofender, até porque o politicamente correto nunca foi o forte de Rui e Vani.

Guimarães e Fernanda mantêm a química e o timing como se não tivessem deixado um dia sequer de interpretar os personagens neuróticos. A graça do filme, obviamente, está na dinâmica da dupla que se envolve em situações bizarras (entalados numa banheira com Claudia Raia, ou na cama com um bicho preguiça), e as encarar como se fosse algo normal.

Alvarenga Jr, que nesse ano dirigiu outro sucesso de bilheteria, "Divã", cria espaço para os atores explorarem suas falas ou acrobacias humorísticas. Não é muito diferente daquilo que se via na série de televisão - apenas um pouco mais longo, com 76 minutos, em vez dos 30 de cada episódio - mas para quem é fã, isso é lucro.

(Por Alysson Oliveira, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb