Morte de guitarrista dos Stones há 40 anos será investigada

segunda-feira, 31 de agosto de 2009 11:01 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A polícia inglesa vai abrir nova investigação sobre a morte de Brian Jones, ex-guitarrista dos Rolling Stones, depois de receber novas informações sobre o caso.

Membro fundador da banda, Jones tinha 27 anos quando foi encontrado morto no fundo da piscina de sua casa no sul da Inglaterra, 40 anos atrás.

Um inquérito na época concluiu com o veredicto de morte acidental.

Um representante da polícia de Sussex disse na segunda-feira que a polícia recebeu de um jornalista investigativo novas informações sobre a morte do músico.

"Esses papéis serão examinados pela polícia de Sussex, mas ainda é cedo para comentar qual será o resultado da investigação," disse o porta-voz.

Conhecido por seus trajes bombásticos e seus excessos no consumo de drogas, Brian Jones tinha deixado a banda pouco antes de sua morte.

(Reportagem de Christina Fincher)