Pearl Jam corta intermediários com "Backspacer"

terça-feira, 1 de setembro de 2009 16:43 BRT
 

NOVA YORK (Billboard) - "Super legal". "Surpreendentemente otimista". Essas frases não são usadas normalmente para falar do Pearl Jam, banda que se aproxima dos 19 anos de existência com 30 milhões de álbuns vendidos e um rock angustiado.

Mesmo assim, essas palavras estão sendo usadas para descrever "The Fixer", primeira música do nono álbum da banda de Seattle, "Backspacer".

A canção é um rock agitado ao estilo dos anos 1980, escrito pelo baterista Matt Cameron.

Não é culpa de Cameron, do vocalista Eddie Vedder, do baixista Jeff Ament ou dos guitarristas Stone Gossard e Mike McCready que eles estejam sorrindo mais do que o normal.

O presidente norte-americano George W. Bush, criticado nas letras e nos palcos durante os oito anos em que ocupou a Casa Branca, já saiu da Presidência. O grupo continua em grandes turnês, com quase 42 milhões de dólares em receitas por 51 shows entre 2006 e 2008, de acordo com a Billboard Boxscore.

Vedder ganhou ainda um Globo de Ouro pela trilha do filme de 2007 "Na Natureza Selvagem". A vida está mais calma também nos bastidores: quatro dos cinco integrantes da banda têm filhos.

Mas o Pearl Jam está comemorando porque finalmente cumpriu com o antigo desejo de divulgar suas músicas por conta própria, sem a ajuda de uma grande gravadora. "Backspacer" será lançado em 20 de setembro nos Estados Unidos. No exterior, a Universal Music será a responsável pela distribuição.

 
<p>Pearl Jam vai cumprir promessa antiga de lan&ccedil;ar &aacute;lbum sem interm&eacute;dio de uma gravadora REUTERS/Mario Anzuoni</p>