Épico siciliano abre festival de Veneza; cinema americano domina

quarta-feira, 2 de setembro de 2009 10:44 BRT
 

Por Mike Collett-White

VENEZA (Reuters) - O festival de cinema de Veneza começa nesta quarta-feira com o épico italiano "Baaria," drama siciliano que trata do fascismo, da 2a Guerra Mundial e do comunismo e é descrito como um dos maiores filmes já produzidos no país.

Depois de várias decepções com filmes italianos nos últimos anos, os organizadores do festival esperam que o trabalho de Giuseppe Tornatore conquiste o público, embora os indícios são de que é Hollywood quem deve fazer a maioria das manchetes durante os 11 dias do evento.

A edição 2009 do mais antigo festival de cinema do mundo acontece entre 2 e 12 de setembro e conseguiu atrair vários grandes nomes para o Lido este ano, enquanto luta para fazer frente a eventos rivais em todo o mundo.

Matt Damon aparece em "O Informante," no papel de um informante desonesto em uma empresa, e Michael Moore levará ao festival "Capitalism: A Love Story," documentário que critica a cobiça das grandes empresas e faz uma análise da recessão.

São esperados para juntar-se a eles no tapete vermelho Nicolas Cage, George Clooney, Oliver Stone, Charlize Theron, Eva Mendes, Richard Gere e Sylvester Stallone, entre outros.

Veneza está apostando nos pesos pesados de Hollywood e em uma seleção de filmes que, segundo os críticos, parece boa no papel, para ajudá-la a competir com outros festivais de cinema, especialmente o de Toronto, com o qual coincide parcialmente, e gerar repercussão para os filmes no momento em que se aproxima o início da temporada anual de premiações.

Jay Weissberg, crítico do periódico especializado Variety, comentou: "Acho que (o diretor do festival) Marco Mueller se deu conta especialmente este ano que realmente precisa montar uma programação forte, senão boa parte da imprensa internacional irá embora, o que seria um desastre."

"Foi por isso que ele inclui tantos títulos americanos, porque obviamente isso gera mais interesse da imprensa."   Continuação...

 
<p>O compositor italiano Morricone, a atriz Made, o doretor Tornatore e o ator Scianna posam durante o festival de cinema de Veneza. O festival come&ccedil;a nesta quarta-feira com o &eacute;pico italiano "Baaria," drama siciliano que trata do fascismo, da 2a Guerra Mundial e do comunismo e &eacute; descrito como um dos maiores filmes j&aacute; produzidos no pa&iacute;s.02/09/2009.REUTERS/Tony Gentile</p>