Porta-voz dos Rolling Stones nega saída de baterista

quarta-feira, 2 de setembro de 2009 16:12 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - O baterista dos Rolling Stones Charlie Watts não deixou a banda, disse uma porta-voz nesta quarta-feira, negando uma reportagem publicada na Austrália.

O texto, divulgado no site da Undercover (www.undercover.com.au), fonte normalmente confiável de notícias sobre o showbiz, provocou pânico em fãs de todo o mundo, já que a decisão provavelmente significaria o fim do grupo.

"Ao contrário da história fabricada que foi publicada nesta manhã em um site pequeno de música na Austrália, o baterista Charlie Watts não saiu dos Rolling Stones", disse Fran Curtis em um comunicado.

O texto da Undercover, atribuído a uma fonte "dentro do círculo dos Rolling Stones", dizia que Watts nunca mais gravaria ou se apresentaria com a banda.

De acordo com o texto, os Stones já estariam pensando em substituí-lo por Charlie Drayton, que já tocou em projetos solo de Keith Richards, um dos guitarristas dos Stones.

Watts está nos Rolling Stones desde 1963. O último álbum da banda, "A Bigger Bang", foi lançado em 2005 e teve vendas fracas. A última turnê da banda terminou em agosto de 2007, em Londres, e os planos futuros do grupo são desconhecidos.

(Reportagem de Dean Goodman)

 
<p>Charlie Watts n&atilde;o vai deixar os Rolling Stones, diz porta-voz REUTERS/Yuriko Nakao</p>