"Schindler" britânico vai encontrar crianças que salvou

quinta-feira, 3 de setembro de 2009 12:55 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O herói de guerra britânico Nicholas Winton, que ajudou a tirar centenas de crianças judias da Tchecoslováquia sob ocupação nazista antes da 2a Guerra Mundial, vai se reunir na sexta-feira com algumas das pessoas que salvou dos campos de extermínio de Hitler.

Winton, que completou 100 anos em maio passado, estava trabalhando como corretor de ações em Londres em 1938, quando visitou um amigo em Praga e se deu conta do perigo da invasão nazista iminente.

Depois de recrutar uma equipe para organizar a saída de trens de Praga, Winton retornou à Inglaterra e organizou famílias hospedeiras para receber o maior número possível de crianças, numa operação conhecida como Czech Kindertransport.

Ele conseguiu levar à Inglaterra em 1939, passando pela Alemanha, 669 crianças, em sua maioria judias, em oito trens, mas o nono trem, com 250 crianças, não chegou a sair de Praga porque a guerra já tinha estourado. As 250 crianças a bordo desse trem nunca mais foram vistas.

As façanhas de Winton durante a guerra permaneceram em segredo durante anos, até 1988, quando sua mulher, Greta, encontrou no sótão da casa deles um caderno com informações detalhadas anotadas. Ele não tinha contado nem sequer a ela sobre seu feito, que agora o levou a ser apelidado de "o Schindler inglês."

Esta semana Winton vai encontrar algumas das "crianças de Winton", agora idosas, em Londres. Elas vão chegar à estação de Liverpool Street em trem a vapor, recriando a viagem que fizeram 70 anos atrás.

(Reportagem de Helen Long, da Reuters Television)