Papa vai encontrar artistas de vários países

sexta-feira, 11 de setembro de 2009 21:41 BRT
 

Por Eliza Apperly

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Bento 16 pretende se encontrar com até 500 artistas de várias partes do mundo em novembro, numa tentativa de virar a página nas relações, às vezes conflitante, do Vaticano com o mundo das artes modernas.

O Vaticano disse que o encontro, a ser realizado na Capela Sistina em 21 de novembro, tem como intenção dar um primeiro passo em direção a uma "nova e fértil aliança entre a arte e a fé", enquanto o diretor de museus do Vaticano, Antonio Paolucci, disse que o evento pode ser considerado um tipo de "reconciliação após um grande divórcio."

A lista de convidados inclui artistas dos cinco continentes, desde pintores, escultores e arquitetos até poetas e diretores.

Os artistas foram escolhidos independentemente de religião, política ou estilo, disse o arcebispo Gianfranco Ravasi, presidente do Conselho Pontifical para Cultura.

Cerca de 75 artistas já aceitaram o convite, incluindo o compositor ganhador do Oscar Ennio Morricone e o diretor de teatro norte-americano Bob Wilson.

O encontro vai marcar tanto o 10o aniversário da "Carta aos Artistas" do papa João Paulo 2o de 1999, na qual ele falou da "necessidade de arte" da igreja, como o 45o aniversário do primeiro encontro do papa Paulo 6o com artistas, em 1964.