Juiz autoriza mãe de Michael Jackson a questionar espólio

sábado, 19 de setembro de 2009 11:11 BRT
 

Por Alex Dobuzinskis

LOS ANGELES (Reuters) - Um juiz de Los Angeles decidiu que a mãe do cantor Michael Jackson pode questionar o poder dos administradores do espólio do filho, sem perder participação no lucrativo fundo familiar, de acordo com documentos divulgado pelo tribunal na sexta-feira.

Os advogados de Katherine Jackson afirmam que ela quer um poder maior na administração dos bens do cantor, avaliados em 400 milhões de dólares. Não está claro ainda se ela vai exigir isso judicialmente.

O cantor apontou o seu advogado John Branca e o executivo da indústria da música John McClain como administradores do seu espólio em testamento de 2002. Os advogados de Katherine Jackson perguntaram ao tribunal se ela poderia reclamar os seus direitos sem violar as regras dos benefícios que recebe do espólio, o que foi autorizado.

Katherine Jackson, 79, tem 40 por cento do espólio, os três filhos do cantor, outros 40 por cento e 20 por cento vai para a caridade.

Jackson deixou cerca de 400 milhões de dólares em dívidas quando morreu em 25 de junho de uma overdose de remédios. Mas a estimativa é que seus ativos superem suas dívidas em cerca de 200 milhões de dólares.

Branca e McClain disseram esperar que a venda de discos, acordo de licenciamento, parcerias de negócios e um filme com gravações do último ensaio do cantor engordarão o espólio em 200 milhões de dólares até o final do ano.

A polícia ainda investiga a morte de Jackson e os médicos responsáveis por seu tratamento.

 
<p>Foto de arquivo da m&atilde;e de Michael Jackson, Katherine Jackson (&agrave; direita) com o filho e o marido, Joe Jackson. REUTERS/Carlo Allegri/Pool</p>