Brad Pitt negocia participação em sequência de "Sherlock Holmes"

terça-feira, 22 de setembro de 2009 10:48 BRT
 

Por Steven Zeitchik e Jay A. Fernandez

NOVA YORK (Hollywood Reporter) - Brad Pitt teve conversas com os produtores de "Sherlock Holmes" para estrelar uma sequência como Moriarty, grande antagonista do famoso detetive, segundo pessoas próximas ao projeto.

Não há nenhum acordo formal com Pitt, atualmente em cartaz com "Bastardos Inglórios", e ainda há três meses pela frente antes da estreia nos EUA do primeiro filme "Sherlock Holmes", no dia de Natal.

Robert Downey Jr. interpreta Holmes, dirigido por Guy Ritchie. Jude Law tem o papel de Watson e Rachel McAdams faz o par Irene Adler.

Pitt tem sido alvo de rumores na Internet que afirmam que o ator aparece em várias cenas de "Holmes" como Moriarty, mas pessoas próximas ao roteiro afirmam que o personagem está nas sombras e não pode ser reconhecido.

É muito comum para um estúdio começar a desenvolver a sequência antes do lançamento do filme, permitindo assim que um segundo filme esteja em produção mais rápido do que normalmente aconteceria e a um custo comparativamente menor.

A Warner começou a preparar uma sequência de "Se Beber Não Case" à medida em que o boca a boca antes do lançamento do filme começou a crescer, ainda que não tenha dado detalhes até o lançamento do filme e seu faturamento em bilheteria.

A Warner é propensa a criar novas franquias. Holmes, com sua grande base de fãs e material como fonte, é considerado um candidato de muito apelo ao público.

O projeto significa que Downey estrelará uma segunda franquia depois de "Homem de Ferro", enquanto que a DreamWorks poderia ainda criar outra franquia em torno do ator, "Cowboys and Aliens".

 
<p>O ator Brad Pitt participa de evento para promover o filme "Bastardos Ingl&oacute;rios" em San Sebasti&aacute;n. Brad Pitt teve conversas com os produtores de "Sherlock Holmes" para estrelar uma sequ&ecirc;ncia como Moriarty, grande antagonista do famoso detetive, segundo pessoas pr&oacute;ximas ao projeto.18/09/2009.REUTERS/Vincent West</p>