Royal Opera britânica vai encenar ópera rara de Tchaikovsky

segunda-feira, 28 de setembro de 2009 18:14 BRT
 

Por Mike Collett-White

LONDRES, 28 de setembro (Reuters Life!) - A Royal Opera House, de Londres, vai encenar no período do Natal uma ópera de Tchaikovsky raramente apresentada e que a diretora Francesca Zambello descreveu como "o segredo mais bem guardado" do compositor russo.

"As Sapatilhas da Czarina" ("Cherevichki") será apresentada em Covent Garden entre 20 de novembro e 8 de dezembro, reunindo as companhias de ópera e balé que dividem o teatro.

"Muitas pessoas ficarão surpresas ao saber que existe uma ópera de Tchaikovsky que não é apresentada com frequência", disse Zambello a jornalistas nesta segunda-feira, cercada por figurinos e acessórios de palco da comédia.

"É um absurdo que companhias de ópera e companhias de balé dividam os mesmos edifícios em todo o mundo, mas mal falem umas com as outras", disse a norte-americana, cujas obras já foram apresentadas no Metropolitan Opera, em Nova York, no Bolshoi, em Moscou, e na Broadway, com "A Pequena Sereia", da Disney.

Quando a ópera, baseada no conto "Véspera de Natal", de Nikolai Gogol, surgiu, em 1876, sob o título de "Vakula, o Ferreiro", foi "um grande fracasso", segundo Zambello.

Quase dez anos depois, Tchaikovsky retrabalhou a obra, e ela teve sucesso maior.

Zambello disse que a ópera raramente é encenada por grandes teatros de ópera, mas que seu misto de humor, romance e conto de fadas pode convertê-la em um "clássico natalino" do repertório ocidental.

"Acho que há muitas obras de compositores que vêm sendo trazidas à luz nos últimos 20 anos", disse ela à Reuters.

"Quando se pensa em Puccini e 'La Rondine', e há uma série de obras de Verdi que sempre pensamos ser obscuras e de repente fazem parte do repertório padrão, esta é uma dessas obras de Tchaikovsky que, acredito, vai virar parte do cânone da ópera."