Jude Law recebe críticas mistas por seu "Hamlet" na Broadway

quarta-feira, 7 de outubro de 2009 15:35 BRT
 

NOVA YORK (Reuters Life!) - O ator britânico Jude Law recebeu críticas mistas nesta quarta-feira por sua atuação em "Hamlet" na Broadway, com uma resenha declarando que seu desempenho foi "eletrizante" e outra o descrevendo como "altamente decepcionante".

O jornal Daily News deu quatro estrelas e meia de um máximo de cinco à produção, que chegou aos Estados Unidos após uma temporada bem sucedida em Londres no ano passado, e o diário USA Today deu ao espetáculo o máximo de quatro estrelas.

"Uma estrela de cinema no palco pode transcender seus desempenhos em filme e até se colocar acima das colunas e fofoca?", indagou Joe Dziemianowicz, do The Daily News. "A resposta é sim quando se trata de Jude Law."

A produção, que fez pré-estreias no dia 12 de setembro e permanece em cartaz até 6 de dezembro, marca o retorno do ator indicado ao Oscar à Broadway após sua estreia na peça "Indiscretions", indicada ao Tony, em 1995.

"Vamos ao ponto: Jude Law não passa vergonha como Hamlet, longe disso", escreveu Elisabeth Vincentelli, do The New Post.

Mas enquanto os críticos de New York Post, Daily News e USA Today gostaram do desempenho de Law, os críticos do New York Times e do Washington Post sentiram o oposto.

Ambos criticaram o ator por usar as mãos para mostrar ao público o que estava dizendo, como atirar os braços para cima ao se referir ao paraíso e apontar para a testa quando falava de sua mente.

Peter Marks, do Washington Post, escreveu que "para cada ação de qualquer outro ator ele realiza quatro, e nunca para de gesticular. Será que o Hamlet de Law pensa que o mundo é um palco universitário?"

Mas Brantley reconheceu que "o carisma inegável de Law e seu apelo sexual para os dois sexos podem cativar os frequentadores da Broadway que normalmente não iriam ver produções de Shakespeare."

(Reportagem de Michelle Nichols)

 
<p>O ator brit&acirc;nico Jude Law recebeu cr&iacute;ticas mistas por seu "Hamlet" na Broadway REUTERS/Luke MacGregor</p>