Orlando Bloom é nomeado embaixador da boa vontade para infância

segunda-feira, 12 de outubro de 2009 15:23 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - O ator Orlando Bloom, visto nos filmes das séries "Piratas do Caribe" e "Senhor dos Anéis", foi nomeado nesta segunda-feira embaixador de boa vontade do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

O ator britânico de 32 anos vem dando apoio ao trabalho do Unicef desde 2007, visitando projetos no Nepal, na Rússia e em Sarajevo, na Bósnia-Herzegovina, que garantem água potável, ensino e abrigos para crianças.

Ele também participou de uma produção de rádio de uma escola local montada por crianças em uma das regiões mais pobres no Nepal.

Visto como uma das celebridades masculinas mais festejadas do mundo, Bloom vai seguir o exemplo já dado por Audrey Hepburn, pelo jogador de futebol David Beckham, pela cantora colombiana Shakira e pela atriz Mia Farrow.

Bloom disse que quer ser um embaixador ativo do Unicef, que trabalha para ajudar crianças em mais de 150 países.

"Estou ansioso por trabalhar com o Unicef, já que ele continua a fazer do mundo um lugar melhor para as crianças", disse o ator em comunicado à imprensa.

A diretora-executiva do Unicef, Ann M. Veneman, disse que o trabalho dos embaixadores da boa vontade "ajuda a criar impulso para melhorar as vidas de crianças em todo o mundo."

"Temos orgulho de contar com Orlando Bloom como uma das vozes fortes em prol das crianças carentes", disse Veneman.

O primeiro trabalho de Bloom será gravar para o Unicef um anúncio de serviço público sobre a importância do acesso à água limpa.

Seu filme mais recente, a antologia romântica "New York, I Love You", estreia nos Estados Unidos na sexta-feira.

(Reportagem de Jill Serjeant)

 
<p>Foto de arquivo do ator brit&acirc;nico Orlando Bloom. Ele foi nomeado na segunda-feira embaixador de boa vontade do Fundo das Na&ccedil;&otilde;es Unidas para a Inf&acirc;ncia (Unicef. Bloom vem dando apoio ao trabalho do Unicef desde 2007, visitando projetos no Nepal, na R&uacute;ssia e em Sarajevo. REUTERS/Damir Sagolj</p>