U2 fez visita 'inesquecível' a castelo para álbum de 1984

segunda-feira, 26 de outubro de 2009 21:08 BRST
 

Por Alex Dobuzinskis

LOS ANGELES (Reuters) - Quando o produtor do U2, Danny Lanois, e a banda fizeram "The Unforgettable Fire" em 1984, eles o gravaram em um castelo irlandês porque buscavam um lugar com história, que Lanois disse que correspondia exatamente ao que ele queria.

O álbum, que será relançado na terça-feira em uma edição de 25o aniversário remasterizada, marca a primeira vez que o U2 trabalhou com Brian Eno e Lanois, dois produtores que depois colaborariam várias vezes com a banda, e nem sempre em um estúdio convencional.

Antes de chegar ao Slane Castle, na Irlanda, uma estrutura do século 18 de onde se avista o Rio Boyne, o canadense Lanois havia gravado em lugares incomuns e estava pronto a emprestar esse conhecimento ao U2 e a seu cantor, Bono.

"Bono estava buscando um tipo diferente de locação, um prédio que tivesse fantasmas nas paredes e algum tipo de senso de história", disse Lanois à Reuters. "De modo que nós não estivéssemos apenas num armazém moderno vazio, que nós estivéssemos de fato sentindo a presença de épocas passadas", disse ele.

Com os anos, o multi-instrumentalista Lanois trabalhou em lugares como o topo escavado de uma montanha no México e uma mansão vitoriana em New Orleans, e diz gostar de gravar em locais incomuns porque isso alimenta a criatividade.

Para o último álbum do U2, o atual "No Line on the Horizon", a dupla ajudou a produzir sessões em um "riad" marroquino --um palácio ou casarão com um jardim interior aberto, como um pátio.

"Nós entramos em uma locação com um som em mente", disse Lanois.

No caso de "Unforgettable Fire", inicialmente Lanois pensou que o salão de baile do Slane Castle fosse ideal para gravar, mas descobriu que era muito amplo. Por isso, a banda se mudou para uma biblioteca, onde ficou cercada por livros. Era uma área mais compacta, que permitia melhor qualidade de som.

No fim, Lanois descobriu que ter toda a banda vivendo junto no castelo durante a gravação ajudava a criar uma certa camaradagem. "A melhor parte é que todo mundo estava morando lá", disse Lanois.

"The Unforgettable Fire" trazia o sucesso "Pride (In the Name of Love)" e outras canções, como "Bad" e "A Sort of Homecoming." A versão que será relançada na terça-feira inclui duas faixas não ouvidas anteriormente, gravadas no Slane Castle: "Yoshino Blossom" e "Disappearing Act."