Elite russa ouve concerto com violino de US$ 4 milhões

sexta-feira, 30 de outubro de 2009 18:27 BRST
 

MOSCOU (Reuters) - A alta sociedade russa viu uma prova do que o dinheiro pode comprar nesta semana, quando uma violinista japonesa deu um concerto com um dos violinos mais caros já vendidos em leilão.

Para celebrar o 227o aniversário de nascimento do mestre italiano Nicolo Paganini, a violinista japonesa Kyoko Yonemoto tocou na terça-feira um Guarneri del Gesu de 1741. O instrumento foi arrematado por 3,9 milhões de dólares em um leilão da Sotheby's no ano passado pelo milionário russo Maxim Viktorov, um aficcionado da música.

"Eu terei provavelmente apenas essa chance para tocar em tal violino", disse Yonemmoto, de 26 anos, à Reuters TV, antes de se apresentar na sala principal do Conservatório de Moscou, onde o compositor russo Pyotr Tchaikovsky já deu aulas.

"Para mim, (o violino) é como um homem velho que me passa sua história", ela acrescentou, ao apresentar um programa que refletia o ilustre passado do instrumento.

Acompanhada da Sinfonia Acadêmica Estadual de Moscou, Yonemoto tocou uma abertura da ópera "Nabucco", do compositor italiano Giuseppe Verdi, continuando com partes do Concerto No. 1 e No. 4 em D Menor de Paganini pelo compositor belga Henri Vieuxtemps.

Referindo-se aos violinos Guarneri, Viktorov disse que eles não "têm preço".

"Durante o último período de trabalho do grande mestre, ele alcançou o auge da perfeição", disse sobre Guarneri, que morreu em 1744, três anos depois de fazer o violino de Viktorov.

(Reportagem de Amie Ferris-Rotman e Ilya Kachaev)