"Vila Sésamo" comemora 40 anos de vida

terça-feira, 10 de novembro de 2009 16:32 BRST
 

NOVA YORK (Reuters Life!) - Alguma vez você já se perguntou qual é a rua mais comprida do mundo?

Ela se estende por mais de 140 países, e qualquer pessoa que tenha entre quatro e 40 anos de idade provavelmente já a viu. Nessa rua vivem Garibaldo, Funga-Funga, Ana Maria e Gugu.

Qualquer criança de cinco anos de idade nos Estados Unidos poderá lhe dizer como chegar a Sesame Street -- ou Rue Sesame (na França), Vila Sésamo (no Brasil), Sesamstrasse (na Alemanha), Jalan Sesama (na Indonésia) ou Takalani Sesame (na África do Sul).

Chegando lá, dê parabéns a todo o mundo, porque o experimento norte-americano que começou em 10 de novembro de 1969 para ajudar crianças carentes a aprender com a televisão acaba de completar 40 anos.

"Quando começamos eu não sabia que o programa ia fazer sucesso em tantos países. Eu o via como um programa essencialmente norte-americano", disse à Reuters a criadora de "Sesame Street," Joan Ganz Cooney.

Mas outros países aderiram rapidamente, e "Sesame Street" acabou chegando de Bangladesh ao Brasil, passando pela Índia, Israel, Japão, Jordânia, Egito e muitos outros países.

Uma parte da fórmula de sucesso do programa consiste nos personagens bonecos, os Muppets.

"Sesame Street" sobreviveu a outros dos mais populares programas de TV de várias gerações, como "Happy Days, "Mash," "Magnum" e "Friends."

"Acho que o que ajudou nossa longevidade é o fato de estarmos dispostos a crescer e a mudar," disse Loretta Long, que faz Susan no programa e tem doutorado em educação.

Para marcar o 40o aniversário do programa, uma placa temporária de Sesame Street foi colocada na esquina da Columbus Avenue e West 64th Street, em Nova York. A primeira-dama norte-americana Michelle Obama vai aparecer no programa.

(Reportagem de Burton Frierson)

 
<p>Personagem de "Vila S&eacute;samo", em foto de arquivo, programa que comemora 40 anos de vida. REUTERS/Danny Moloshok</p>