Filmes animados podem ter impacto sobre Oscar

terça-feira, 10 de novembro de 2009 17:18 BRST
 

Por Steven Zeitchik

LOS ANGELES, 10 de novembro (Reuters) - Quando as especulações sobre uma possível indicação ao Oscar de melhor filme para "WALL-E" chegaram ao auge, no ano passado, um executivo da Pixar confidenciou: "Esta é nossa última chance. Depois deste ano estaremos fora da disputa por prêmios."

Talvez não.

Este ano, as especulações sobre possíveis Oscar não poderiam estar mais intensas para "Up-Altas Aventuras", da Pixar, não apenas na categoria melhor animação, mas também na de melhor filme, graças ao aumento de cinco para dez filmes indicados ao Oscar desta categoria.

Uma indicação dupla para o filme animado seria algo histórico. O único caso anterior em que uma animação foi indicada para o Oscar de melhor filme foi "A Bela e a Fera", de 1991, muito antes de existir a categoria de melhor longa de animação.

Uma indicação dupla também criaria complicações --e não apenas para os executivos da Pixar e de sua empresa mãe, a Disney, que teriam que desembolsar mais para fazer uma campanha maior.

A Pixar e o diretor de "Up", Pete Docter, talvez esperem que o ímpeto de melhor filme os leve a uma vitória na categoria de animação. Para alguns eleitores do Oscar, porém, a coisa pode funcionar no sentido contrário, levando-os a escolher outro filme na categoria animação se já tiverem colocado "Up" na urna como melhor filme (nesse sentido, seria azar para "Up" receber duas indicações).

A charada de "Up" não é o único drama que se desenrola neste ano. A disputa por melhor filme de animação está mais acirrada que nunca, graças à probabilidade de haver cinco opções, algo possível (mas não obrigatório) se a Academia qualificar pelo menos 16 animações para participar da disputa. Consta que cerca de 20 filmes já teriam sido candidatados neste ano. Esse fato pode elevar as chances de vários candidatos vistos como apostas improváveis.

"Há um clima de expectativa real neste ano devido à possibilidade de finalmente chegarmos ao número mágico de 16 filmes, o que seria um bônus real para muitos dos filmes que tiveram resultados menores nas bilheterias ou em DVD", diz Ramin Zahed, da Animation Magazine. "Dizemos isso todos os anos, mas este ano há uma expectativa real de que isso aconteça."   Continuação...