Roger Moore é premiado por campanha contra consumo de foie gras

quarta-feira, 18 de novembro de 2009 14:53 BRST
 

LONDRES (Reuters Life!) - Roger Moore, que já foi James Bond no cinema, foi saudado como Pessoa do Ano 2009 pela unidade britânica do grupo Peta (Pessoas em Favor do Tratamento Ético aos Animais) por sua campanha contra o consumo de foie gras.

O ator de 82 anos uniu-se à campanha há três anos, quando foi narrador de um documentário do Peta mostrando o tratamento cruel dado às aves usadas na produção de foie gras. Segundo o grupo, a produção do foie gras é proibida na Grã-Bretanha. O Peta disse que o vídeo já foi visto mais de 300 mil vezes em seu site.

Roger Moore também escreveu a parlamentares britânicos para pedir ajuda para tirar o foie gras das prateleiras dos supermercados, escreveu colunas sobre a questão em jornais e revistas nacionais e cunhou a frase "a tortura em uma lata".

Célebre produto da cozinha francesa, o foie gras é feito com fígados de patos ou gansos que, normalmente, são alimentados à força com mingau de milho. O Peta diz que as aves passam a vida "com medo e estresse constantes" devido à prática e que muitas não conseguem se mexer devido aos fígados doentes.

"Fico profundamente comovido e empolgado por ter sido nomeado Pessoa do Ano na Grã-Bretanha pelo Peta", disse Moore em comunicado. "A primeira vez em que vi as imagens filmadas pelo grupo sobre a produção do foie gras, três anos atrás, me senti obrigado a fazer alguma coisa para ajudar a acabar com essa iguaria cruel".

(Reportagem de Mike Collett-White)