November 20, 2009 / 7:29 PM / 8 years ago

Colecionador italiano encontra dente e dedos perdidos de Galileu

3 Min, DE LEITURA

ROMA (Reuters) - Um colecionador de arte encontrou um dente, um polegar e outro dedo do renomado cientista italiano Galileu Galilei, morto no século 17, anunciou na sexta-feira o museu de História da Ciência de Florença.

As partes do corpo de Galileu, juntamente com outro dedo e uma vértebra, foram extirpados do cadáver de Galileu durante uma cerimônia de sepultamento realizada 95 anos após sua morte, em 1642.

De acordo com o museu, Giovanni Targioni Tozzetti, historiador da ciência que retirou as partes do corpo do cientista e escreveu sobre a cerimônia, "confessou ter achado difícil resistir à tentação de retirar o crânio que abrigara uma genialidade tão extraordinária".

As relíquias recém-encontradas foram passadas de um colecionador até outro, até desaparecerem, em 1905. O dedo e a vértebra remanescentes estão conservados desde 1737 em estado mumificado em museus de Florença e Pádua.

"Todo o material orgânico extraído do corpo foi identificado e se encontra conservado em mãos responsáveis", disse o museu em comunicado à imprensa.

"Com base em documentação histórica considerável, não há dúvidas quanto à autenticidade dos objetos", disse o comunicado.

As partes do corpo de Galileu serão expostas publicamente a partir do início de 2010, quando o museu será reaberto, após os trabalhos de renovação pelos quais está passando, e mudará seu nome para Museu Galileu.

Nascido em Pisa em 1564, Galileu é considerado um dos pais da ciência moderna devido a seus estudos de física, matemática e, especialmente, astronomia, na qual liderou grandes avanços no desenvolvimento do telescópio.

Seus dedos e um dente perdidos foram comprados por um colecionador anônimo em um leilão recente, onde estavam sendo vendidos como artefatos não identificados contidos em uma caixa de madeira do século 17, disse o museu.

Durante 95 anos após sua morte, as autoridades eclesiásticas não permitiram que o corpo de Galileu fosse sepultado em terreno consagrado, porque suas descobertas foram vistas como contrárias aos ensinamentos da Igreja Católica.

Hoje seus restos mortais estão enterrados na igreja Santa Croce, em Florença, diante do túmulo de Michelangelo.

Reportagem de Gavin Jones

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below