Adam Lambert é criticado após polêmica apresentação na TV

segunda-feira, 23 de novembro de 2009 19:51 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - O cantor norte-americano Adam Lambert defendeu sua apresentação no American Music Awards no domingo, dizendo que seu objetivo era promover "a liberdade artística" e não aborrecer o público.

Milhões de espectadores viram Lambert simular sexo oral com um dançarino, beijar na boca um tecladista e gesticular ao público com o dedo médio levantado durante apresentação do single "For Your Entertainment" no programa gravado ao vivo.

"Artistas mulheres vêm fazendo isso (usando imagens sexuais nos shows) há anos, mas no minuto em que um homem faz isso, todo mundo enlouquece", disse Lambert, que declarou ser gay depois que o programa de televisão "American Idol", onde ele foi descoberto, acabou em maio.

"Estamos em 2009; é hora de correr riscos, ser um pouco mais corajoso, é hora de abrir os olhos das pessoas, e se isso as ofender, então talvez eu não seja para elas", disse o cantor de 27 anos à revista Rolling Stone. "Meu objetivo não era enfurecer as pessoas, era promover a liberdade de expressão e a liberdade artística".

A performance de Lambert está sendo considerada a mais provocadora em show de premiação da indústria musical desde que Madonna e Britney Spears trocaram um beijo apaixonado no MTV Video Music Awards em 2003.

Cerca de 14,2 milhões de pessoas assistiram ao "American Music Awards" -- a maior audiência desde 2002, disse a ABC na segunda-feira.

(Reportagem de Jill Serjeant)