Adam Lambert chama muita atenção, mas se arrisca a perder fãs

quarta-feira, 25 de novembro de 2009 15:47 BRST
 

Por Jill Serjeant

LOS ANGELES (Reuters) - A performance pública provocante de Adam Lambert como artista solo no American Music Awards, no domingo, fez manchetes e ajudou a multiplicar os downloads em todo o mundo de seu álbum de estreia.

O segundo colocado no programa "American Idol" ganhou muita publicidade com a performance carregada de sexualidade que apresentou para seu primeiro CD, "For Your Entertainment." Mas, para observadores da indústria musical, ele se arriscou a prejudicar sua carreira, ao chocar alguns fãs, e fez pouco para divulgar o que tem de melhor: sua voz.

"Em uma noite que teve apresentações de alguns dos maiores nomes da música -- Lady GaGa, Jennifer Lopez, Jay-Z --, a única pessoa que está atraindo comentários é Adam Lambert", disse o jornalista Michael Slezak, do Entertainment Weekly.

"Para mim, porém, o grande risco é que, em sua primeira apresentação diante do mundo, Adam possa ser visto como nada mais do que um artista de uma nota só, que emprega táticas de choque, em oposição a ser conhecido por sua música", disse Slezak à Reuters.

Mais de 14 milhões de pessoas assistiram à performance do glam-rocker gay na transmissão ao vivo do AMA no domingo, que incluiu dançarinos em figurinos de sadomasoquismo, Lambert beijando um tecladista e puxando a cabeça de um dançarino contra sua virilha.

A transmissão levou a ABC a receber mais de 1.500 queixas e a levou a cancelar a participação prevista de Lambert na quarta-feira em seu programa "Good Morning America".

Aparecendo em lugar disso no "The Early Show", na CBS, Lambert defendeu sua performance e disse que não teve a intenção de provocar controvérsia.

"Admito que me empolguei, mas não vejo nada de errado nisso. Percebo que as pessoas se ofenderam, e não foi essa minha intenção."   Continuação...

 
<p>Adam Lambert canta no American Music Awards em Los Angeles. REUTERS/Mario Anzuoni</p>