Indiciamentos no caso da morte de Jackson levarão meses--jornal

segunda-feira, 30 de novembro de 2009 18:43 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - Uma decisão sobre possíveis indiciamentos no caso da morte em junho de Michael Jackson deve "levar meses e não semanas", disse o Los Angeles Times nesta segunda-feira, citando fontes judiciais.

As autoridades consultaram especialistas da área médica e dizem que há muitas provas a revisar, divulgou o Los Angeles Times. Nenhum indiciamento será feito antes de 2010.

A polícia e promotores não puderam ser contactados para comentar a notícia.

A polícia investiga há meses o médico do cantor, Conrad Murray, depois que legistas disseram que a morte de Michael Jackson foi homicídio.

O relatório oficial diz que o anestésico propofol e o sedativo lorazepam foram as principais drogas que levaram ao cantor de "Thriller" à morte repentina em 25 de junho.

As autoridades vasculharam os escritórios de Murray em Houston e Las Vegas, mas o médico negou qualquer erro. Murray estava com Jackson, de 50 anos, na manhã da morte do cantor. Ele estava cuidando de Michael Jackson em Los Angeles durante os preparativos para uma série de shows nas semanas que precederam sua morte.

A Sony Pictures anunciou que o filme "This Is It", que reúne imagens dos ensaios de Jackson, será lançado em DVD em 26 de janeiro. O filme arrecadou mais de 240 milhões de dólares nas bilheterias mundiais desde seu lançamento, em 28 de outubro.

(Reportagem de Corinne Heller)