Bachelet homenageia Víctor Jara no velório do compositor chileno

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009 17:07 BRST
 

SANTIAGO (Reuters) - A presidente chilena, Michelle Bachelet, homenageou na sexta-feira o compositor e cantor chileno Víctor Jara durante o velório do artista, 36 anos depois de seu assassinato.

Os restos mortais de Jara, que foi torturado e assassinado, foram exumados em meados deste ano como parte de uma investigação sobre as causas de sua morte durante a ditadura de Augusto Pinochet, um dos casos mais representativos dos crimes cometidos no período de 1973 a 1990.

"Finalmente, depois de 36 anos, Víctor pode descansar em paz, mas também há muitas outras famílias que querem poder descansar em paz", disse Bachelet durante o velório na sede da Fundação Víctor Jara, na Plaza Brasil, em Santiago.

Pinochet morreu em 2006 aos 91 anos sem ter sido condenado pela Justiça pelas cerca de 3.000 pessoas mortas, nem pelas 28.000 que sofreram torturas durante sua ditadura, incluindo Bachelet e sua mãe.

"Esse funeral não é um funeral normal, é um ato de amor e luta por todos nossos mortos e também a celebração da vida de Víctor e de todos eles também", disse a britânica Joan Turner, viúva do compositor, no velório.

Os restos mortais de Jara serão sepultados no sábado no Cemitério Geral de Santiago.

(Reportagem de Bianca Frigiani)

 
<p>A presidente chilena, Michelle Bachelet, ao lado de uma foto do compositor e cantor V&iacute;ctor Jara, torturado e assassinado durante a ditadura de Augusto Pinochet. REUTERS/Victor Ruiz Caballero</p>