Michael Jackson receberá Grammy póstumo pelo conjunto da obra

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009 18:31 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - O cantor Michael Jackson vai receber em janeiro um Grammy póstumo pelo conjunto de sua obra, junto com seis outros artistas, disseram organizadores do prêmio na sexta-feira.

Os outros homenageados serão o cantor canadense Leonard Cohen, o músico de blues David "Honeyboy" Edwards, a estrela country Loretta Lynn, o pianista André Previn, o tocador de fluegelhorn Clark Terry e o falecido cantor Bobby Darin.

Em vida, Jackson ganhou 13 Grammys e emplacou 17 singles no topo das paradas de sucessos dos EUA. Seu álbum "Thriller" (1982) é o mais vendido de todos os tempos.

A Academia Fonográfica, responsável pelo Grammy, entregará os prêmios especiais por conjuntos da obra em um evento só para convidados, em 30 de janeiro, véspera da entrega dos Prêmios Grammys competitivos em Los Angeles.

Frank Sinatra, Smokey Robinson, B.B. King e Bob Dylan, entre outros, já receberam o Grammy especial por suas carreiras.

Jackson morreu em junho, aos 50 anos, vítima de uma overdose de medicamentos que está sob investigação criminal.

Também na sexta-feira, a Academia Fonográfica anunciou que a canção "The Climb", da estrela Miley Cyrus, de 17 anos, foi retirada da disputa do Grammy na categoria de melhor canção composta especialmente para filme, TV ou outras mídias visuais.

Os organizadores disseram ter recebido da Walt Disney Records a informação de que "The Climb", de autoria de Jessi Alexander e Jon Mabe, não havia sido composta especialmente para "Hannah Montana: O Filme", conforme a Academia considerou inicialmente.

"The Climb" será substituída por "All Is Love", de Karen O e Nick Zinner, da banda Yeah Yeah Yeahs, que aparece no filme "Onde Vivem os Monstros."

(Reportagem de Alex Dobuzinskis)